Este vídeo mostra que é complicado ser um robô na Boston Dynamics

LuisaoCS

Se você é um entusiasta da robótica, uma visita até a Boston Dynamics pode ser a melhor coisa do mundo. Ali você vai ver um monte de invenções robóticas fascinantes que parecem vindas diretamente de filmes de ficção científica.

Em primeiro lugar, a empresa é bem conhecida pelo BigDog, um robô quadrúpede projetado principalmente para o Exército dos Estados Unidos e financiado pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA). Outra de suas famosos invenção é o DI-Guy, um software para simulação humana realista.


Como você provavelmente pode imaginar, a empresa de engenharia e robótica é um playground real e paraíso para quem gosta de máquinas. Só podemos imaginar que o trabalho deve ser super emocionante, a menos, claro, que você seja um robô.

Como você pode ver no vídeo que encabeça este post, os robôs são empurrados maltratados e recebem toda a sorte de judiação dos engenheiros da empresa, com a desculpa de que estão testando a sua estabilidade e durabilidade.

Como a Peta não se decidiu a alçar voz para proteger estes novos desvalidos, alguém fundou até um site chamado "Parem de abusar dos robôs", cujo mote principal é: - "Pare de chutar os robôs, antes que eles comecem a nos chutar".

E como as renas agora estão em falta e fortemente amparadas pelos protetores animais, para quem sobrou mais uma vez? Pois na Boston Dynamics pegaram o pobre do Cachorrão e o fantasiaram de animal de Papai Noel. Coitadas destas pobres criaturas.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Por mais que goste de robótica e afins, essa coisa esta pra minha repulsa assim como os sapos.
ô bicho feio!

Deixe um comentário sobre o artigo