Cozinhar com microondas reduz as vitaminas e nutrientes dos alimentos?

LuisaoCS

Cozinhar com microondas reduz as vitaminas e nutrientes dos alimentos?

Tão logo o forno microondas começou a ser comercializado, muitos se negavam a usá-lo alegando que produzia câncer e outras doenças. Hoje é um eletrodoméstico presente em praticamente qualquer cozinha.

No entanto, ainda há pessoas que assinalam que, conquanto o microondas não faça mal para a saúde por si só, sua maneira de cozinhar faz com que os alimentos percam vitaminas e nutrientes. Há algo de verdade nisto?


Ironicamente, cozinhar no forno microondas não só faz perder o mesmo número de vitaminas e nutrientes dos alimentos que outras formas de cocção, senão que em muitos casos ele o faz de uma forma menor.

Por exemplo, segundo um artigo de Journal of Food Science concluiu, com o microondas são mantidos mais os níveis de antioxidantes em alimentos como feijão, aspargos ou a cebola do que os cozidos no forno convencional. Há vários estudos na mesma linha.

A melhor forma de reter nutrientes é cozinhar em tempos curtos e com pouco líquido, e nesse caso o forno microondas é o melhor candidato. A vitamina C e muitas das vitaminas B, como a B6 e B12, são mais vulneráveis porque são solúveis em água. Nesse sentido, cozinhar no vapor também é uma excelente opção.

Mas tem um problema: quando cozinhamos em um forno tradicional, seja a gás, elétrico ou lenha, a água aquece-se à mesma velocidade que o resto dos ingredientes e por igual em todas as partes; mas em um forno de microondas, ela aquece-se bem mais rápido e evapora, motivo pelo qual o alimento tende a ressecar e a ficar com sabor de meia suja.

Ademais, os fornos tradicionais retêm o sabor da comida: o calor rodeia a comida em relação ao centro, razão pela qual as orlas do alimentos que assamos ficam crocantes e deliciosas. Os fornos de microondas não podem repetir esse processo.

Ou seja, quanto ao sabor não tem jeito. Absolutamente nada fica bom quando feito no microondas, a não ser água e pipoca, lógico!


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Mas como cozinha de "dentro para fora"(na verdade cozinha por igual por dentro e por fora), ao contrario das outras formas de cozimento que cozinham por fora e o calor é transmitido para dentro por contato, o lado de fora cozinha mais que o lado de dentro, alem de deixar o alimento gratinado(aquele marrom dos alimentos). A camada de fora foi cozida mais que no forno microondas. portanto pode ter perdido mais nutrientes. Alem de ser mais rápido, que perde menos nutrientes(exemplo leite UHT versus leite pasteurizado ou fervido)

Deixe um comentário sobre o artigo