Nova app do Google pode digitalizar suas fotos antigas em segundos

LuisaoCS

Nova app do Google pode digitalizar suas fotos antigas em segundos

Desde que alguém teve a bendita ideia de incorporar uma câmera aos telefones, a quantidade de fotografias que podemos acumular é impressionante. Com a capacidade dos cartões de memória atuais, o número de fotografias e vídeos que podemos fazer hoje em dia é quase ilimitado. Qualquer coisas é susceptível de ser fotografada e enviada a nossos contatos quase no instante. Mas teve um tempo em o que as coisas não eram assim muito fáceis. Os rolos de filmes eram limitados a 36 fotografias quando muito e não podíamos ver o que acabávamos de fotografar até vários dias -ou inclusive semanas- depois.


Seguramente que muitos têm uma caixa cheia de fotografias velhas em uma gaveta esquecida de sua casa. Realmente estes pedaços de papel brilhante conformam as lembranças de nossa infância. No entanto, com a passagem do tempo o suporte destas imagens vai-se deteriorando e é inevitável que, finalmente, acabemos perdendo-as.

Mas isto tem uma fácil solução. Poderíamos perder horas e horas escaneando todas e a cada uma de nossas fotografias, ou poderíamos instalar a app PhotoScan em nossos smartphones e o fazê-los de forma mais rápida.

Esta aplicação, criada por Google, funciona com a câmera de nosso celular e não faz apenas uma simples foto. Em realidade marca vários pontos na fotografia, registra o que vê e faz uma composição em alta resolução com a imagem tomada.

O resultado é a criação de um arquivo digital rápido e com boa qualidade. PhotoScan encontra-se disponível para dispositivos Android e iPhone de maneira totalmente gratuita. A seguir deixamos-vos um vídeo onde é possível ver muito melhor seu funcionamento. Se quiser baixá-lo clique neste link se seu celular é Android ou aqui nesse outro se for iPhone.

O aplicativo só roda em versões recentes dos SOs e por pior que seja o seu scanner, mesmo aquele da impressora funcional, se a lâmpada estiver boa, o resultado sempre será melhor (por enquanto) que a do aplicativo.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo