O vale da estranheza, versão cinematográfica de «Fim do mundo»

LuisaoCS

Esta cabeça não é o clássico efeito de vídeo que alguém gravou para depois apagar do pescoço para baixo e assim conseguir um efeito visual mais impactante. É uma cabeça animatrônica que mediante mecanismos robóticos e um pouco de programação se move para parecer real. E ao menos durante os poucos segundos que necessitavam para a cena do filme em que apareceu resulta bastante real. Inclusive diria que inquietante, como procedente do famoso vale da estranheza.

Ela pode ser vista em "World's End" ("Heróis de Ressaca"), uma hilariante comédia de Edgar Wright, com Simon Pegg, Martin Freeman e Nick Frost. Que por verdade é um filme bastante raro e está cheia de personagens estranhos.

A gravação procede dos clássicos provas que se fazem antes de começar a rodar para ver se os efeitos visuais têm qualidade suficiente. Segundo diz seu criador (Matt Denton) é bastante simples quanto aos mecanismos e movimentos que realiza. Ao todo tem 12 servomotores: 10 para os olhos e sobrancelhas e 2 para a mandíbula. Para que sejam sincronizados foram programados ao uníssono na unidade de controle, desde onde é manejado tudo com um joystick de três eixos.

Para alimentar toda a eletrônica a cabeça tem um compartimento na base do pescoço onde a bateria é inserida, que pode ser ligada com um interruptor magnético sob a pele. O look tão realista foi feito pelo designer de próteses Waldo Mason, usando materiais, técnicas e maquiagem da velha escola.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo