«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 637 | 638 | 639 || Next»

Um antídoto para a insatisfação

LuisaoCS

Seus pais ou avós tentaram lhe dizer como ser feliz, mas essas proverbiais pepitas de sabedoria pareciam muito simples para você, então você não ouviu. Mas a ciência interveio para observar e medir os efeitos de certos comportamentos na sensação de bem-estar ou felicidade que eles inspiram.

O coletivo Kurzgesagt nos traz alguns desses estudos científicos, e os resultados mostram que a sabedoria antiga, por mais banal que lhe parecesse, estava certa, de fato, pare de se concentrar em si mesmo e procure ajudar outra pessoa. Olhe para o lado positivo. A ciência diz isso.


Como funciona a quimioterapia?

LuisaoCS

A quimioterapia é assustadora e debilitante, mas isso não é nada comparado ao câncer. A quimioterapia utiliza venenos perigosos para matar células cancerígenas, o que também prejudica os tecidos saudáveis. No entanto, a medicina moderna está fazendo grandes progressos no direcionamento exclusivo das células cancerígenas. Mas de onde veio essa ideia? Estranhamente, começou com uma arma química da Primeira Guerra Mundial. Aprenda sobre quimioterapia nessa lição TED-Ed.


Origami de cigarras: 11 níveis de complexidade, do mais fácil ao mais difícil

LuisaoCS

Além de ser uma das formas de arte mais antigas da humanidade, quando provavelmente o homem das cavernas dobrava folhas por pura curiosidade, o origami também tem implicações científicas e geométricas.

O artista do origami e físico Robert J. Lang explica neste vídeo o origami em 11 níveis de dificuldade. Desde como fazer uma cigarra simples e tradicional a uma extremamente complexa, observe como Robert demonstra e divide tudo o que envolve a arte do origami.


Uma maneira mais sustentável de morrer

LuisaoCS

Agora que todo mundo está falando de ecologia e, muitos ecologicamente corretos, de forma alarmista, sem apresentar medidas práticas, no coral da lacração, parece um bom momento para incutir ideias simples que visem mudar o mundo na forma em que está se encaminhando. Nos Estados Unidos, por exemplo, Caitlin Doughty, dona de uma funerária e divulgadora sobre o tema da morte, na qual ela propõe uma maneira mais sustentável de livrarmos de nossos corpos para substituir as práticas atuais de enterro e incineração. Por que não deixar nosso corpo se tornar compostagem para florestas? Melhor ouvi-la. (Tem legendas em português)


Por que algumas torres de telefonia são transformadas em árvores falsas

LuisaoCS

A produtora de vídeos Mika Chance explica o conceito de poluição visual, o antigo argumento que ocorre quando as novas tecnologias (linhas elétricas, cabos elétricos, parques eólicos) exigem presença física na paisagem atual, a história de bloquear essa tecnologia em nível local e por que alguns acreditam que a poluição visual causa danos físicos.

O vídeo também explica por que as torres de celular se transformaram repentinamente em árvores falsas em muitos locais dos EUA e se pergunta se elas fizeram algum bem. Aqui no Brasil foram feitos testes que resultara em um verdadeiro fiasco. A iniciativa era tentar ocultar as torres em meios verdes para não afetar os animais e o resultado foi o contrário, com acréscimo substancial dos custos de instalação.


A diferença entre garras e unhas

LuisaoCS

As garras vieram primeiro, e as unhas dos pés e das mãos foram uma adaptação posterior. Mas há unhas desenvolvidas para linhagens de animais que já haviam divergido uma da outra, então deve haver razões pelas quais elas eram melhores que garras para certas espécies. Esta lição do TED-Ed nos dá algumas idéias sobre por que isso aconteceu.


A maior máquina de Rube Goldberg do mundo

LuisaoCS

Considere o tempo e esforço necessários para projetar essa engenhoca. Depois, considere quantas vezes ela precisou ser testada para garantir que nenhuma das 412 etapas fosse interrompida. Ela só tinha que funcionar perfeitamente uma vez, e isso já aconteceu quando os oficiais do Guinness estavam lá para testemunhá-lo, e foi no dia em que Riga, na Letônia, acendeu sua árvore de Natal municipal em 2016.


Como tratar a infestação de pulgas de mais de 100 gatos grandes

LuisaoCS

Por si só, a puliciose, a infestação por pulgas -geralmente da pulga do gato (Ctenocephalides felis)- é um dos principais problemas de pele dos gatos pois pode ser tão frequente quanto difícil de ser eliminado ou inclusive identificado, porque os gatos se lambem muito e acabam mascarando o problema.

Para piorar essas pulgas são vetores de doenças infecciosas e, além de minar o pobre bichinho, provocando anemia, fraqueza e inclusive morte nos casos mais graves, infectam também o ser humano. Existem diversos métodos de acabar com essas pulgas (consulte seu veterinário), mas nenhum deles terá efeito se o ambiente não for higienizado em conjunto, porque os ovos, larvas e pupa não ficam no pelo do gato e sim no chão, no tapete, sofá, cama, etc.

Tristemente, o problema também alcança os grandes felinos. Então, imagine, se já é complicado tratar nossas bolas de pelo e suas unhas afiadas, como seria ainda mais se esses animais fossem puro músculo. O Big Cat Rescue mostra neste vídeo o que eles fazem para tratar suas dezenas de grandes gatos.


Como populações de fontes felinas antigas separadas em diferentes épocas levaram à domesticação moderna de gatos

LuisaoCS

Em um episódio fascinante da série Eons da PBS Digital Studios, o apresentador Blake de Pastino explica como os gatos modernos se originaram de duas populações de fontes felinas antigas muito diferentes que estavam milhares de anos afastadas uma da outra.

A população fonte mais conhecida veio do Egito, onde os gatos eram adorados como deuses. No entanto, um túmulo antigo no Chipre incluía um homem e um jovem gato, ambos enterrados juntos. A existência desse túmulo prova que os gatos foram essencialmente domesticados duas vezes.


A beleza surpreendente de seres microscópicos iluminados com luz polarizada

LuisaoCS

O cientista biomédico e entusiasta da microscopia My Microscopic World criou um vídeo explicativo realmente curioso que revela a surpreendente beleza de várias formas de vida minúsculas, como mostrado ao microscópio que foi adaptado à vida polarizada. Essas micro formas de vida incluem larvas de insetos, isópodes e crustáceos. Por exemplo, As larvas que usam armaduras brilham sob luz polarizada conforme seus segmentos mudam de ângulo. Em outras criaturas, você pode ver seus órgãos internos: músculos, ovos e até o que eles comeram recentemente.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 637 | 638 | 639 || Next»

Links: